Imparidades e os valores contabilísticos de Gray: estudo empírico de empresas não cotadas em Portugal

Quelhas Martins Alexandre Carlos, Sá e Silva Manuel Lopes Eduardo, Taveira da Gama Sofia de Sousa Andreia

Resumo


Esta investigação tem por principal objetivo evidenciar a presença dos valores contabilísticos de Gray em Portugal,nomeadamente através da obtenção de uma correspondência entre os valores do conservadorismo e do secretismo em termos do reconhecimento, mensuração e da divulgação, relacionados com as Perdas por Imparidade. O estudo baseou-se na análise de conteúdo do relato financeiro publicado pelas entidades através da IES no que diz respeito ao reconhecimento, mensuração e divulgação de perdas por imparidade, na ligação do tema com dois dos valores contabilísticos propostos por Gray (1988), nomeadamente, o conservadorismo e o secretismo. O objetivo deste estudo passa por estudar a evidência do conservadorismo e do secretismo divulgado no relato financeiro, nomeadamente na informação relacionada com as perdas por imparidade. A referida análise centrou-se na verificação da existência de possíveis diferenças significativas, por um lado,e de um eventual relacionamento, por outro, no que diz respeito a tais aspetos,consoante a dimensão, o endividamento, o ebit, a rendibilidade e a obrigatoriedade de certificação legal das contas das entidades que compõem a população deste estudo. Os resultados encontrados sugerem um apoio menos fortalecido para a hipótese do conservadorismo em Portugal, na medida em que o reconhecimento de perdas por imparidade mostrou-se mais recorrente nas entidades de maior dimensão, em função do ebit e nas entidades obrigadas a certificação legal das contas. Relativamente ao valor contabilístico do secretismo, também o fator dimensão, o ebit e a obrigatoriedade de certificação legal das contas mostrou uma associação mais fortalecida no que diz respeito à divulgação relacionados com as perdas por imparidade. Os resultados deste estudo encontram assim um apoio menos fortalecido de secretismo em Portugal relativamente à informação divulgada no relato financeiro através da IES do reconhecimento de perdas por imparidade. Os resultados encontraram então um razoável apoio para o secretismo e o conservadorismo, sugerindo uma reclassificação do país ou a redefinição de tais valores.

Palavras-chave


CONTABILIDADE

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/2358.1735.2014.v1ed11649

Apontamentos

  • Não há apontamentos.