A ESCOLA COMO AMBIENTE ACOLHEDOR NO PROCESSO DE RECONSTRUÇÃO SOCIAL-AFETIVA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE DESVINCULO FAMILIAR

Sherlon Cristina De Bastiani, Maria Teresa Ceron Trevisol

Resumo


O artigo analisa o papel/lugar da escola como um dos ambientes acolhedores de crianças e adolescentes em situação de desvinculo familiar. Em especial, na visão de 8 sujeitos que vivem em Acolhimento Institucional, medida protetiva e provisória aplicada em casos em que os familiares responsáveis não oferecem as condições de proteção, previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente. A pesquisa apresenta abordagem qualitativa para melhor atender a tratativa da coleta de dados com os sujeitos supracitados. Como ferramenta de coleta de dados utilizou-se a entrevista semiestruturada. Os resultados desta pesquisa mostram que os sujeitos atribuem importância à escola e ao estudo nas suas vidas, principalmente como possibilitadores de trabalho na vida adulta. Estudos dessa natureza buscam compreender os elementos que contribuem de forma mais adequada para prever, organizar e implementar projetos e atividades de intervenção no cotidiano escolar que contribuem para melhorias no ensino e no trabalho escolar.

Palavras-chave: Escola. Criança e adolescente. Desvínculo familiar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Linguagens, Educação e Sociedade



BASES E INDEXADORES
 
 
       
 
 
   
 
 
       
 
 
     
 
 
 
Licença Creative Commons